urso polar

(zeca baleiro)

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

 

 

num dia é manso

no outro feroz

num dia tá lento

no outro veloz

de manhã é doce igual um bebê

de tarde é um fera come tudo que vê

(guloso, guloso!! )

 

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

 

acorda e tem fome, depois já não tem

dá um beijo na ursa, depois diz nem vem

num dia dá um tapa nas costas da gente,

depois o rabo bravo e arreganha os dentes

que medo

que medo

 

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

urso polar, bipolar

 

até o esquimó que é seu vizinho

não entende bem o seu humorzinho

 

urso polar, bipolar

urso polar, urso bipolar

(que medo, que medo, que medo…)